Nutrição

Afinal, café faz mal ou bem para a saúde?

O café, uma bebida adorada por milhões de pessoas em todo o mundo, é frequentemente objeto de debates acesos sobre os seus efeitos na saúde. Será ele um vilão ou um aliado para o nosso bem-estar? Neste guia completo, vamos desvendar os mitos e as verdades sobre o café, explorando os seus benefícios e potenciais riscos, para que possa tomar decisões informadas sobre o seu consumo.

O café: Um vilão ou um aliado?

A resposta não é tão simples como “sim” ou “não”. O café, como qualquer alimento ou bebida, pode ter efeitos positivos e negativos na saúde, dependendo da quantidade consumida e de factores individuais.

Benefícios do café

  1. Melhoria do desempenho cognitivo: A cafeína, principal substância ativa do café, actua como estimulante do sistema nervoso central, aumentando a atenção, a concentração e o desempenho em tarefas mentais.
  2. Ajuda na perda de peso: A cafeína pode acelerar o metabolismo e aumentar a queima de gordura, ajudando a controlar o peso corporal.
  3. Propriedades Antioxidantes: O café é rico em compostos antioxidantes que combatem os radicais livres, prevenindo o envelhecimento precoce e reduzindo o risco de várias doenças crónicas.
  4. Proteção contra doenças neurodegenerativas: Estudos sugerem que o consumo regular de café pode reduzir o risco de desenvolver doenças como  Alzheimer e Parkinson.
  5. Redução do risco de doenças cardíacas: O café pode ter um efeito protetor contra doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais, especialmente nas mulheres.
  6. Melhora o humor: A cafeína pode aumentar a produção de neurotransmissores como a dopamina e a serotonina, que estão relacionados com a sensação de bem-estar e com a redução dos sintomas de depressão.

Mitos e verdades sobre o café

  • O café provoca insónias?

Verdade: O café pode interferir no sono se consumido em excesso, principalmente à noite.

  • O café causa osteoporose?

Verdade: O consumo excessivo de café pode aumentar a excreção de cálcio na urina, mas esse efeito pode ser minimizado com a ingestão adequada de cálcio na dieta.

  • O café é viciante?

Verdade: O café pode causar dependência física, mas esta dependência é geralmente ligeira e não apresenta grandes riscos para a saúde.

  • O café é mau para as mulheres grávidas?

Verdade: As mulheres grávidas devem limitar o seu consumo de café a um máximo de 200 mg de cafeína por dia, o equivalente a cerca de duas chávenas de café.

  • O café prejudica o fígado?

Mito: Estudos mostram que o consumo regular de café pode reduzir o risco de doenças do fígado, incluindo cirrose e cancro do fígado.

Dicas para um consumo consciente de café

  1. A moderação é a chave: Limite o seu consumo de café a não mais de 400 mg de cafeína por dia, o equivalente a cerca de quatro chávenas de café.
  2. Evite o café à noite: Beber café nas últimas horas do dia pode prejudicar o seu sono.
  3. Preste atenção à sua sensibilidade à cafeína: Algumas pessoas são mais sensíveis à cafeína do que outras. Se notar efeitos negativos como insónias ou nervosismo, reduza o seu consumo de café.
  4. Escolha um café de qualidade: Escolha cafés de boa origem e evite os que têm um elevado teor de aditivos e açúcares.
  5. Ouça o seu corpo: Preste atenção aos sinais do seu corpo e ajuste o seu consumo de café de acordo com o que sente.

Lembre-se que:

O café pode ser uma parte saudável da sua dieta, desde que seja consumido com moderação e preste atenção aos sinais do seu corpo. Combine o consumo de café com uma dieta equilibrada, exercício físico regular e bons hábitos de sono para usufruir ao máximo dos seus benefícios.

Na Pilares da Saúde, a nossa equipa de especialistas está sempre pronta para o aconselhar sobre hábitos alimentares e escolhas de estilo de vida que promovam o bem-estar e uma saúde equilibrada. Se tiver alguma dúvida, não hesite em contactar um dos nossos profissionais.

Desfrute do seu café, mas lembre-se: o equilíbrio é tudo!

Aproveite e descubra os benefícios da imunoterapia para as alergias!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *